Com foco no trabalho voltado ao cliente, Juceal inicia ações em busca de evolução para 2020

Com foco no trabalho voltado ao cliente, Juceal inicia ações em busca de evolução para 2020

  • Post Author:
  • Post Category:Sem categoria
Texto de Hotton Machado
A Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal) contou, nesta sexta-feira (10), com a realização da primeira reunião plenária do ano, congregando o colégio de vogais do órgão alagoano de registro mercantil e marcando o início dos trabalhos voltados para 2020, que terão foco na simplificação dos processos empresariais e maior comunicação com o público alvo da entidade.

Promovido mensalmente, o encontro reúne o vocalato, formado por representantes de dez entidades e conselhos e que funciona como departamento deliberativo superior do órgão, a fim de discutir ações de impacto nos usos e nas práticas mercantis, além de pontuar questões rotineiras encontradas durante as análises colegiadas.

Na reunião, o presidente da Juceal, Carlos Araújo, destacou o trabalho de verificação sobre os números relacionados aos processos empresariais e, prioritariamente, sobre os principais erros encontrados nas análises, o que causa exigências nas documentações e conseqüentes atrasos nas saídas dos processos.

Segundo o gestor, o número de processos colocados com status em exigência chegou a 52% em dezembro. Também devido a isso, o direcionamento para 2020 será uma aproximação maior com contadores, advogados e empresários a fim de dirimir dúvidas em relação à legislação e à utilização da interface para registro e licenciamento de negócios, o Portal Facilita Alagoas.

“Chegaremos juntos aos clientes, voltando com as capacitações. Iremos realizar, no mínimo, de 3 a 4 este ano, principalmente com o apoio do CRC [Conselho Regional de Contabilidade]. Com essas turbulências provocadas pela legislação, como a lei da liberdade econômica, foram provocadas mudanças também no funcionamento do sistema, e esses treinamentos servirão para aparar qualquer aresta no entendimento”, reforçou.

Ainda sobre as discussões em relação às exigências, sendo destacado o alto índice de erros possivelmente resolvidos com uma atenção maior aos detalhes dos processos, o vice-presidente da Juceal, Fábio de Lima, lembrou que a tendência é haver uma diminuição no número de exigências ao passo da utilização maior do registro automático, que foi aprovado com a lei da liberdade econômica.

No encontro, também foram mencionados os trabalhos feitos pelo grupo de estudo da Junta Comercial, que na última reunião apresentou debates sobre a Instrução Normativa de nº 70 do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei) – entidade ao qual as Juntas Comerciais estão subordinadas quanto à legislação -, que, dentre outras coisas,  fala sobre a criação de uma ouvidoria nacional a fim de englobar os trabalhos de todos os órgãos de registro das unidades federativas.

A reunião plenária seguinte acontecerá no próximo dia 10. Além das competências deliberativas, o plenário é responsável pelas análises de aberturas, alterações e baixas relacionadas a cooperativas, sociedades anônimas, sociedades de economia mista e consórcio de sociedades, além de processos ligados a transformações, incorporações, fusões e cisões empresariais.

FONTE: http://www.juceal.al.gov.br/index.php/noticia/item/2405-com-foco-no-trabalho-voltado-ao-cliente-juceal-inicia-acoes-em-busca-de-evolucao-para-2020